Menu de Navegação
Mosteiro dos Jerónimos

Mosteiro dos Jerónimos

Lisboa - Portugal

Endereço

Praça do Império

1400-206

Lisboa

Transportes

  • Ônibus (Autocarro): 714, 727, 728, 729 e 751
  • Bonde (Elétrico): 15E
  • Trem (Comboio): Estação de Belém (Linha de Cascais)
  • Barco: Estação Fluvial de Belém

Horário de Funcionamento

  • Maio a Setembro: 10h às 18h30 (última entrada às 18h00)
  • Outubro a Abril: 10h às 17h30 (última entrada às 17h00)
  • Encerrado: 2ªf, 1 de Janeiro, Domingo de Páscoa, 1 de Maio, 13 de Junho e 25 de Dezembro

Bilhete

    • Individual: 10€
    • Conjunto: Mosteiro dos Jerónimos + Museu Nacional de Arqueologia – 12€
    • Idoso (a partir de yy anos): 50% de desconto mediante comprovação
    • Família: 50% de desconto (2 adultos + mínimo 2 filhos menores de 18 anos) mediante comprovação

Para visitar apenas a Igreja Santa Maria Belém, o acesso é gratuito. Os tickets são necessários apenas para acesso ao claustro. Venda no local ou online

Forma de Pagamento

Dinheiro, Multibanco (débito nacional) ou Cartão de Crédito (Visa)

Acesso Gratuito

  • Crianças até 12 anos de idade
  • Domingos e feriados das 10h às 14h (para residentes e mediante comprovação)

 

Considerado uma das jóias do estilo manuelino, o Mosteiro dos Jerónimos é uma das mais belas construções de sua época e que perdura até hoje.

 

Mosteiro dos Jerónimos - Cod: PT_LI_MJ_1688

 

História

Anos antes da construção do Mosteiro dos Jerónimos, com o objetivo dar apoio aos navegantes que chegavam adentando pelo rio Tejo ou que partiam do antigo porto do Restelo, fora construída uma pequena igreja (ermida). Nessa igreja, que recebeu o nome de Ermida de Santa Maria de Belém, os monges da Ordem de Cristo davam assistência aos navegadores, tendo dentre eles grandes nomes como Pedro Álvares Cabral e Vasco da Gama, faziam vigília para partir em suas viagens marítimas. Também equipavam seus barcos com alimentos e água potável necessárias para a viagem.

Como forma de comemoração ao descobrimento do caminho marítimo para as Índias pelo Vasco da Gama, o Rei D. Manuel I decidiu substituir a antiga igreja por um mosteiro. Esse mosteiro seria ocupado por monges da Ordem de S. Jerónimo, e teriam funções como prestar assistência espiritual aos navegadores e rezar pela alma do rei.

A construção teve seu início em 1501, e não por acaso, tendo sua primeira pedra colocada no dia 6 de janeiro, dia de Reis.

Durante o reinado de D. Manuel I, a construção teve 2 grandes fases:

  • O traçado do mosteiro e da igreja, que revendo sua escala foram necessários mais terrenos, e que sendo adquiridos pelo rei, mostrou a intenção de engrandecimento do monumento.
  • A divisão do monumento em 7 diferentes áreas: portal sul, portal axial, sala do capítulo, sacristia, claustro, refeitório e capelas do coro. Para essa fase, trabalharam simultaneamente 250 pessoas.

Em 1604, Filipe II concede um alvará que torna o mosteiro um jazigo real, sendo proibido enterrar pessoas que não fosse da família real ou religioso da Ordem. Com isso, reformas foram feitas no mosteiro para que fosse construída uma nova portaria, a porta da clausura, casa do porteiro e o acesso por escadas para a galeria superior.

Após o terremoto de 1755, iniciou-se nova fase de reconstrução das poucas partes afetadas. O que teve maior dano foram os dormitórios, já a balaustrada e uma parte do chão do coro tiveram danos porém menores.

No século XIX, os antigos dormitórios passaram por grande reforma e se transformou no que hoje é o Museu Nacional da Arqueologia e o Museu da Marinha.

Em 1833, o mosteiro é entregue à Real Casa Pia de Lisboa que atuava com acolhimento de órfãos, mendigos, e de desfavorecidos. Já a Igreja passa a servir a nova freguesia de Belém.
Um ano depois e após 4 séculos vivendo no mosteiro, como consequência consolidação do liberalismo ao final da Guerra Civil Portuguesa, todo o clero e trabalhadores foram expulsos uma vez que todos os conventos e mosteiros de Portugal foram encerrados.

Entre 1867 e 1878, uma nova reformulação aconteceu no anexo e na fachada da igreja, e que deu ao monumento o aspecto que conhecemos atualmente.

 

Mosteiro dos Jerónimos - Cod: PT_LI_MJ_6337

 

Características

Com mais de 300 metros de extensão, o edifício do Mosteiro dos Jerónimos possui princípio de horizontalidade, essa estrutura concede ao monumento um aspecto calmo e repousante. Foi construído com um calcário retirado na região da freguesia da Ajuda, chamado calcário de lioz.

Possui 11 diferentes pontos de visitação, sendo que parte deles está na área externa do mosteiro e parte na área interna onde é necessária a compra do bilhete para seu acesso. São elas:

  • Externa: Porta Sul, Porta Principal, Igreja Santa Maria Belém e Capela-mor
  • Interna: Claustro, Refeitório, Sala do Capítulo, Sacristia, Confessionários, Coro-alto e Livraria

A Igreja de Sta. Maria Belém possui sua planta em um formato de cruz latina e com 3 naves à mesma altura reunidas por uma abóbada. No seu interior encontra-se os túmulos de Vasco da Gama, Luís de Camões e pessoas que fizeram parte da família real portuguesa (D. Sebastião e os filhos de D. Manuel).

Já no claustro inferior, estão os restos mortais de Fernando Pessoa.

 

Mosteiro dos Jerónimos - Cod: PT_LI_MJ_1666

 

Curiosidades

  • Foi considerado como Monumento Nacional em 1907.
  • Foi classificado como Património Mundial da Unesco em 1983.
  • No ano de 2016 e 2017 foi o monumento visitado.
  • É possível se casar na Igreja Sta Maria Belém, porém apenas durante o dia.

 

Mosteiro dos Jerónimos - Cod: PT_LI_MJ_6348

 

Recomendações

  • As filas para a compra do bilhete para visitar a parte interna do mosteiro são enormes e consomem um grande tempo de espera. Se já tiver se programado com essa visita, o ideal para ganhar tempo seria adquirir o bilhete online. Caso decida na hora fazer a visita, recomendo que pegue a fila do Museu Nacional da Arqueologia, que é uma fila normalmente menor e vende o bilhete também. Se optar por uma dessas alternativas, dirija-se à entrada do monumento, procure um segurança e apresente o ingresso já comprado para que possa cortar a fila e entrar.
  • Se optar por visitar apenas a igreja, verá que na porta do monumento existem 2 filas. A fila ao lado direito destina-se exclusivamente aos visitantes da igreja.

 

Mosteiro dos Jerónimos - Cod: PT_LI_MJ_6386

 

Minha Opinião

Acho o Mosteiro dos Jerónimos um lindo monumento e que vale muito a pena a visita e ver todos os detalhes que são bem característicos dessa arquitetura. Porém, acho o valor cobrado para a visita ao claustro muito elevado face ao espaço. Se estiver com o dinheiro contado, eu sugiro utilizar o dinheiro para outros fins e visitar o monumento apenas na áreas externas que listei acima, já valerá muito a visita.

 

Mosteiro dos Jerónimos - Cod: PT_LI_MJ_7510

 

Galeria

Todas as fotos estão disponíveis para venda (digital ou impressa). Para maiores informações, entrar em contato.

 

PT/Lisboa - Mosteiro dos Jerónimos

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *