Menu de Navegação
Bairro Alto

Bairro Alto

Lisboa - Portugal

  • Autor: leila.conz
  • Data de Publicação: jun 1, 2016
  • Categoria:

Endereço

Ruas principais:

  • Rua da Atalaia
  • Rua da Bica de Duarte Belo
  • Rua da Rosa
  • Rua do Diário de Notícias
  • Rua do Norte

Transportes

  • Ônibus (Autocarro): 758
  • Metrô: Baixa-Chiado (Linhas azul e verde)
  • Bonde (Elétrico): 28E
  • Ascensores: Ascensor da Glória e Ascensor da Bica
  • Elevadores: Elevador de Santa Justa

 

Um dos bairros mais pitorescos da capital portuguesa e com a noite boêmia mais agitada da cidade.

 

Bairro Alto - Cod: PT_LI_BA_1118

 

História

Anteriormente conhecido como Vila Nova de Andrade, o Bairro Alto foi construído em 1513 em uma das 7 colinas lisboetas. A construção do bairro foi feita em duas etapas, sendo que a primeira área a ser feita foi a região sul, e mais para o fim do século a vinda dos jesuítas incentivaram a construção da região norte. Com o passar do tempo, a elite da época começou a frequentar a parte mais alta da colina, já a parte mais baixa era frequentada por toda a população.

O terremoto de 1755 mesmo tendo atingido muito pouco o Bairro Alto, apavorou a elite que morava na região que vendeu, alugou e até abandonou suas casas. A partir desse momento, as classes mais baixas começaram a se instalar no local que deixou de ser uma região nobre de Lisboa.

Desde que a região deixou de ser populada pelas classes elitizadas, os artistas e intelectuais começaram a se instalar nas casas, e nas antigas residências dos fidalgos instalaram-se alguns jornais que estavam nascendo naquela época e que precisavam de espaços grandes para que pudesse suportar os grandes maquinários necessários para essa atividade.

Iniciando sua vida noturna, o bairro começou a ser frequentado por marinheiro, prostitutas e fadistas, que dada altura não era sinal de boa coisa e uma figura a ser temida. Os fadistas pertenciam a classe pobre da cidade e muitos estavam ligados à rede de prostituição, assassinatos e roubos.

A vida noturna existente na região foi encerrada por anos durante a ditadura de Salazar. É apenas no final dos anos 70 que a vida boêmia retoma com toda a força, com novos bares, restaurantes e as casas de fado que conhecemos até os dias de hoje.

 

Bairro Alto - Cod: PT_LI_BA_2431

 

Características

O bairro alto tem uma vida ativa durante o dia, e mais ainda à noite. Durante o dia muito pode ser visto no bairro, como mirantes, passeios com os ascensores, provas de vinhos, sem falar na variedade de restaurantes que funcionam durante o dia. Já a noite a vida na região muda, a quantidade de pessoas aumenta muito e em cada canto vai encontrar um bar, restaurante ou as famosas e típicas tascas. Por lei, os estabelecimentos do Bairro Alto fecham às 2h da manhã, mas caso queira prolongar a noite tem a opção de seguir para o Cais do Sodré.

A estrutura do bairro é basicamente de ruas largas e perpendiculares, já a fachada dos prédios e casas são todas ordenadas e regularizadas. Tais características atraíam a atenção no século XVII uma vez que eram novidades e não se conheciam urbanização assim.

 

Bairro Alto - Cod: PT_LI_BA_0825

 

Curiosidades

  • Foi classificado como Conjunto de Interesse Público em 2010.
  • O jornalismo português nasceu no Bairro Alto. Foi a região onde iniciaram os jornais O Século e Diário de Notícias.
  • Foi o primeiro bairro a ser construído com as ruas mais largas para a época, esse alargamento das ruas foi feito com intuito de passares os coches.
  • Por grande parte das construções terem resistido ao terremoto de 1755, os edifícios do bairro alto foram referência para a reconstrução da baixa pombalina.
  • O Bairro Alto foi a última região do país a trocar a iluminação pública a gás pela elétrica.
  • Diz a lenda que o termo “conto do vigário” nasceu nas ruas do Bairro Alto. No século XIX encontraram o padre Manuel Vicente que depois de ter sido embebedado foi convencido a vender a sua casa por 7.500 réis. Essa história foi publicada nos jornais da época com a manchete “O conto do vigário”.

 

Bairro Alto - Cod: PT_LI_BA_2432

 

Recomendações

  • Se tiver uma casa de fado que queira muito conhecer, recomenda-se ligar com alguns dias de antecedência (idealmente uma semana) e fazer reserva para não correr o risco de não ter lugar.
  • Caso tenha dificuldades de locomoção, o passeio pelo Bairro Alto pode chegar a ser um desafio, pois é uma região com muitas ladeiras e apesar das ruas em si serem largas, as calçadas são bem estreitas.

 

Bairro Alto - Cod: PT_LI_BA_0822

 

Minha Opinião

Apesar de ser bem pitoresco, não é das minhas regiões preferidas de Lisboa para ficar andando durante o dia, principalmente se estiver com crianças ou idosos. Como está localizado no topo de uma das colinas, é um bairro cheio de ladeiras e não muito diferente de outros bairros mais planos.

Já a noite é diferente de grande parte de Lisboa e vale a experiência.

 

Bairro Alto - Cod: PT_LI_BA_1117

 

Galeria

Todas as fotos estão disponíveis para venda (digital ou impressa). Para maiores informações, entrar em contato.

 

Portugal - Lisboa - Bairro Alto

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *